quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Convocados por artistas globais, manifestantes saem às ruas no Rio. Leiam e vejam se concordam comigo . . .

Convocados por artistas, manifestantes saem às ruas no Rio.Porque não falaram abertamente que era a favor dos Petralhas e dos Black Block,e contra a PM.


Enquanto autoridades anunciavam em Brasília um esforço para unificar a resposta à violência nos protestos no país, cerca de mil pessoas fizeram uma manifestação pacífica e "performática" no Rio de Janeiro.
O protesto entitulado "Grito da Liberdade" foi convocado por artistas da TV brasileira como Mariana Ximenes, Wagner Moura, Camila Pitanga e Marcos Palmeira por meio de um vídeo divulgado pela internet. Esses artistas, porém, não foram ao protesto.
O grupo se concentrou em frente ao Fórum da cidade por volta das 15. A passeata começou pouco antes das 17h. Não houve tumulto nem prisões.
Entre as reivindicações divulgadas em um manifesto estavam o fim das "prisões políticas", anistia aos processados e "presos políticos", garantia do direito à livre manifestação. Também estavam na agenda o fim da violência policial, a desmilitarização da PM e a investigação dos crimes cometidos pela polícia.

Fica bem claro agora,que tanto a Rede Esgoto de televisão e seus artistas globais defendem o Comunismo socialista e Ditatorial do PT e aliados.
Concordam comigo???
A atriz Teresa Seiblitz, que já participou de diversas telenovelas e longas metragens, disse que as dezenas de prisões ocorridas durante os protestos dos professores, há duas semanas, foi o estopim da iniciativa dos atores e atrizes para apoiar o protesto.
"Somos cidadãos, temos o direito de nos manifestar. Não é um grupo, não é um vídeo de um grupo. Eu não sou bancada pela TV Globo, e acho muito delicado isso, em vista das circunstâncias", disse à BBC Brasil em referência às queixas dos manifestantes contra a emissora.
"Nasci em 1964, cresci com medo da polícia, e é chocante sentir isso de novo".

Eu acho quem tem que ter medo de polícia,são os bandidos,traficantes,ladrão  assassinos,estupradores etc . . .                                                                               

"As questões são muito complexas. É claro que ali no meio tem todo tipo de pessoa, mas acho que [a tática] black block é um jeito de se defender da polícia", disse.
Além dela, participaram o poeta Chacal, o escritor João Paulo Cuenca e o ator Luiz Henrique Nogueira.
Poeta Chacal

                                                         Escritor João Paulo Cuenca.

Um dos organizadores do protesto, integrante dos grupos Ocupa Lapa e Reage Artista, disse à BBC Brasil que a ideia do vídeo partiu dos próprios artistas, que procuraram os movimentos sociais.
"Nós aceitamos a ideia, e o pessoal do Mídia Ninja foi gravar com eles. A manifestação foi organizada por mais de 50 coletivos e acho que a participação deles deve ajudar", disse sob condição de anonimato.
Para ele, a participação dos artistas - mesmo que não tenham comparecido às ruas - deve tocar as pessoas. "Eles têm uma visibilidade com o grande público, e podem falar direto com as pessoas, mesmo aquelas que não se ligam em política".

Veja bem,o pessoal do Mídia Ninja foi Gravar com eles. Veja quem o Mídia Ninja representa.
                                                  Pablo Capilé e Bruno Torturra. 
                                                   Pablo Capilé e Dilma Rousseff.

                                                 Pablo Capilé e José Dirceu.
 Pior cego é aquele que vê tudo isso,e finge não
enxergar.
                            Acorda Brasil.



Acordaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa BRASIL.

Mídia Ninja, Black Block, Marcha das Vadias,Força Nacional,PCC,MPL,PT,aliados,todos tem ligações diretas com o FORO de SP,e a causa direta da violência esquerdista nas ruas.


Mídia Ninja:

Os principais responsáveis por esta página são Pablo Capilé e Bruno Torturra. Vejam algumas fotos deles:



             Agora veja o que o Pablo Capilé andou falando sobre Mídia Alternativa:

Ou seja, segundo ele, o problema das novelas pode ser facilmente resolvido através de uma “Ditadura” que faça “Censura” de conteúdo. Parabéns esquerdinha!

 Black Block:
Outro grupo que está tendo muita “notoriedade” nas manifestações é o grupo Black Block Brasil que podem ser encontrados nesta página do facebook

O Black Block é o principal responsável pela maioria e principais atos de vandalismo que acontecem nas manifestações. Se você ainda não conhece o grupo então comece prestar atenção nas reportagens que falam sobra as depredações e você sempre verá os vândalos utilizando uma roupa padrão como nestas imagens postadas por eles mesmos:





Vamos ver uma pequena lista dos atos de violência promovidos pelo Black Block. Veja nesta imagem o nome deles escrito no vidro que logo em seguida foi quebrado. Leiam a descrição: “Black Bloc SP Representando”.

Vejam mais imagens:



Vejam a próxima imagem onde eles dizem o seguinte  para (como sempre) justificar os problemas mentais deles: “Não temos palavras pra agradecer todos os guerreiros e guerreiras que participaram do ato hoje e mostraram pro mundo que, se os coxinhas com cara pintada e bandeira do Brasil voltaram a dormir, nós, povo oprimido, estamos acordados há anos.
Agora é o de sempre… mídia elitista caindo em cima, os moralistas enchendo o saco como sempre, os ‘coitadinhos’ dos banqueiros chorando na Globo amanhã. Isso é inevitável. Mas quem foi ás ruas viu que a situação foi bem diferente; Nenhum dano ao pequeno empresário, e morte aos grandes acumuladores do capital!
Quanto a quem caiu aqui de paraquedas após uma matéria tendenciosa (pra variar) do G1 ou Datena, fica o convite a conhecer o verdadeiro ideal por trás do “vandalismo” que tentam te fazer engolir.


Agora vamos ver alguns vídeos do Black Block em ação:








Black Block e Mídia Ninja sempre citam um ao outro no facebook como podem ver  nas imagens:






Neste caso podemos enfatizar suas iniciativas em fazer oposição contra os opositores do PT como na imagem acima onde fazem oposição ao Cabral do PMDB e na imagem abaixo a Alckmin do PSDB‬:


Acho que as imagens são mais do que suficiente para explicar porque não fazem propaganda contra o PT e aliados.


Eles também declaram apoio a Marcha das Vadias como podemos ver nesta imagem onde dizem: “Ser Vadia é ser Livre”.


Veja esta foto da Dilma com a organização da Marcha das Vadias:


Como podemos ver existe uma ligação clara entre PT, Midia Ninja, Black Block, Marcha das Vadias, obscenidades e violência das ruas,MPL,PCC,AS FARC,Guarda nacional,enfim,todos unidos para dilacerarem o nosso Brasil.




ACORDA BRASIL.














Alerta : Brasil rumo as eleições de 2014,e de seguir os passos de Cuba dos Irmãos Castro,um sórdido plano elaborado no FORO de S>Paulo.

El video censurado de Maria Corina Machado."Venezuela"

Fraudes nas Eleições da Venezuela.

Empresa americana que fabrica urnas eletrônicas responde a processos nos EUA.Meu brasil,em 2014,não haverá eleições,e sim um golpe no Estado Democrático de Direito em nossa Nação. Não temos mais tempo,não vai adiantar você anular o seu voto,não votar,votar em branco,em nada adianta,as urnas eletrônicas são fraudáveis,não adianta denunciar para a Justiça,pois todos os poderes do País estão corrompidos,não adianta denunciar para as TVs,pois toda a mídia está corrompida,não temos mais apoios da Justiça e nem dos canais televisivos,a única saída é uma INTERVENÇÃO MILITAR.



Ou o Brasil mostra a força do povo contra a corrupção,contra esses comunistas assassinos,ou a 
nossa Nação em 2014 será dado o golpe comunista e implantando de vez o socialismo bolivariano!!!
 Meu Brasil,a Rede Esgoto (Globo) de televisão tem como sócio maior nada mais nada menos do que 
o Ex Presidente da República do Brasil,Luis Inácio Lula da Silva (Lula) por isso toda manipulação,e 
sobre pressão,as outras emissoras,como dependem de concessão e tem dívidas enormes por 
sonegação com o governo não vão falar um A contra o desgoverno,e agora com apoio dos países,China,África e Russia,todos comunistas e Anti-Cristo que são,vão implantar de vez o que não
 conseguiram em 64,e mais,o único meio de comunicação não manipulável do país,que é a 
internet,em alguns dias será controlada pelo governo,e também com apoio da China,África e Russia
 para nos enganarem que é pela soberania do país,se protegendo da espionagem dos 
americanos,isso é mais uma mentira,é para fazerem o falecido Hugo Chávez fez com a Venezuela 
afastando os Estados Unidos para que o mesmo não intervisse a favor do povo contra o comunismo 
socialista,pensem nisso,vamos a luta,salvar nossa Nação dos corruptos comunistas que 
cirurgicamente estão implantando o socialismo bolivariano no Brasil.


                                                
 Lênin dizia: "Dê uma gorjeta aos empresários e eles te entregarão o poder". Agora, é tarde.

               INTERVENÇÃO MILITAR,É A ÚNICA SAÍDA.
    NÃO CONCORDA,ENTÃO ME DÊ OUTRA SAÍDA PARA NOSSA NAÇÃO. 


quarta-feira, 30 de outubro de 2013

O ESPETÁCULO DE DESPERDÍCIO DO DINHEIRO PÚBLICO NAS OBRAS DO PT.

VOCÊ SÓ PRECISA ASSISTIR O VÍDEO E NADA MAIS,E VOCÊ ESQUERDOPATA DESMINTA ESSE VÍDEO,DIGA QUE ISSO É UMA ARMAÇÃO,NÃO SEJA UM IDIOTA ÚTIL.

                                      BRASIL ACORDA,REAJA BRASIL.




COMO A REDE ESGOTO DE TELEVISÃO E OUTROS CANAIS
NÃO MOSTRAM A VERDADE AO SEU POVO.



TODOS OS PODERES DO PAÍS ESTÃO CORROMPIDOS.
TODOS OS CANAIS DE TV ABERTAS NO PAÍS,ESTÃO CORROMPIDOS.




BRASIL,REAJA. . .




Haddad compara IPTU a condomínio e diz que paga 'com toda alegria'´

Haddad compara IPTU a condomínio e diz que paga 'com toda alegria'´

Um dia após aprovação de aumento pela Câmara, prefeito declarou que reajuste é dever; projeto, que prevê alta de até 20% para residências, aguarda sua sanção

30 de outubro de 2013 | 14h 30


Humilde residência de Haddad,ele vai pagar sorrindo o IPTU.

SÃO PAULO - O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou nesta quarta-feira, 30, que o reajuste do IPTU é um dever do administrador e comparou o tributo ao condomínio dos apartamentos. "Fiz o que os outros prefeitos fizeram", disse. O projeto de aumento do imposto aguarda sanção do prefeito e prevê que o teto de reajuste em 2014 ficará em 20% para imóveis residenciais e de 35% para o comércio e a indústria.

O prefeito defendeu o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano e disse que a cidade dá muito mais em troca para os cidadãos do que se diz. "É um tributo que pago com toda a alegria", afirmou.
Questionado sobre um possível racha na bancada governista, ele disse que "governo bom é governo enxuto". Na votação da noite dessa terça-feira, a elevação do IPTU foi aprovada por uma margem pequena: foram 29 votos a favor e 26 contra.

Câmara antecipa votação e aprova aumento do IPTU


Por um placar apertadíssimo e sob protesto dos setores comercial e imobiliário, a gestão Fernando Haddad (PT) conseguiu aprovar às 23h39 desta terça-feira, em segunda votação na Câmara Municipal, o aumento do IPTU em São Paulo. O projeto, que vai à sanção do prefeito, prevê reajustes por 4 anos consecutivos para 1,5 milhão de contribuintes, metade do total. Em 2014, os tetos serão de 20% para residenciais e de 35% para comércio e indústria.
Com medo da pressão popular, a base de Haddad na Câmara antecipou a votação para terça-feira. Após oito horas de discussão, o placar foi de 29 a favor 26 contra o projeto que entraria na pauta apenas nesta quarta-feira, após uma audiência pública. Entidades ligadas ao comércio planejavam lotar a Casa para pressionar os parlamentares a rejeitarem a proposta. Foi a primeira votação do ano com a presença dos 55 vereadores na Casa.
O texto aprovado nesta terça não sofreu alterações em relação a votação da semana passada, mas a base governista na Câmara mudou o discurso e confirmou que o IPTU continuará a ser corrigido pela inflação, o que havia sido descartado antes. Agora, mesmo imóveis que não sofreram valorização na revisão da Planta Genérica de Valores (PGV) terão seus boletos corrigidos pela inflação acumulada do ano anterior.
Com a mudança, o dono de um imóvel que foi valorizado em 4%, por exemplo, pagará não mais esse índice de reajuste, mas o valor da inflação, que neste ano é estimada em 6%.O mesmo valerá na conta do pagamento residual a partir de 2015, cujas travas serão de 10% para residências e 15% para comércios até 2017, quanto será feita nova revisão da PGV.
Assim, o proprietário de uma casa que teve valorização de 43%, pagará 20% de aumento em 2014, 10% em 2015, 10% em 2016 e a correção monetária em 2017, e não mais os 3% restantes. Nos casos em que o resíduo ainda ficar superior à inflação, valerá o teto, de 10%. Numa simulação com IPTU de R$ 1.000, o reajuste até o limite das travas em quatro anos será de 59,7% para residências e de 105% para o comércio.
A explicação sobre a inflação foi dada pelo vereador Paulo Fiorilo (PT), que na semana passada havia dito que uma das emendas aprovadas retirava a correção monetária em todos os casos. Nesta terça, após ser questionado por José Police Neto (PSD) de que uma lei de 1991 exige a correção anualmente, o petista reformulou o cálculo do reajuste.
"Imaginávamos (na semana passada) que o governo estava recuando, interpretando que só a valorização era o bastante para os próximos três ou quatro anos e, portando, tirava a inflação, como anunciou a todos. Agora não, agora tem a inflação e tem o teto", reclamou Neto, segundo o qual a base de Haddad tentou "enganar" os vereadores. Segundo o líder do PT, Alfredinho, a correção da PGV "faz justiça social".
O texto aprovado mantém a isenção de IPTU para aposentados que recebem até 3 salários mínimos e cria categorias de descontos para aqueles que ganham até 4 salários mínimos (50%) e 5 salários mínimos (30%). Segundo a Secretaria Municipal de Finanças, as alterações feitas pelos vereadores vão reduzir a arrecadação com IPTU prevista para 2014 em R$ 150 milhões.
Nas galerias da Câmara, cerca de 20 pessoas protestavam contra o aumento do IPTU. "Esse aumento é uma vergonha. A inflação é de 6%, o salário subiu 8% e querem que eu pague 30% a mais de IPTU?", indignou-se o bancário Antonio de Pádua, de 54 anos, que usava nariz de palhaço e berrava contra os vereadores que votavam sim.

Vereadores de São Paulo negociam cargos para aprovar aumento do IPTU


Vereadores ligados ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, negociam com partidos aliados mais cargos na administração municipal para garantir a aprovação do aumento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). Entre os parlamentares que pedem espaço em subprefeituras e secretarias, estão integrantes do PSDe do PMDB. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.
O secretário de Relações Governamentais, João Antonio, disse que acredita na ampliação do número de votos para aprovar o reajuste na quarta-feira, segunda votação do tema. "Imagino que quem votou na primeira sessão (na quinta-feira) vai continuar conosco. E ainda teremos os votos de George Hato (PMDB), Wadih Mutran e Pastor Edmilson (ambos do PP), que não votaram na última sessão", disse ele. Na última quinta-feira, 31 vereadores votaram a favor das mudanças, 13 votaram contra, 10 faltaram e um se absteve.
O projeto original de Haddad já foi alterado para que possa ser aprovado na Câmara. A prefeitura reduziu os limites de aumento de 30% para 20% para imóveis residenciais e de 45% para 35% nos demais casos, aumentos válidos para 2014. Nos anos seguintes, o teto cai mais: 10% e 15%, respectivamente.
ENQUANTO HADDAD PAGA SORRINDO O IPTU,ELE PAGOU SORRINDO OS VEREADORES QUE AJUDARAM A APROVAR.
                                                      ACORDA S.PAULO,ACORDA BRASIL.


SEM ACORDO, OGX AFUNDA 20% E DERRUBA IBOVESPA Petrolífera de Eike fracassou em acordo com credores.


SEM ACORDO, OGX AFUNDA 20% E DERRUBA IBOVESPA

Petrolífera de Eike fracassou em acordo com credores



A derrocada as ações da OGX levou o Ibovespa a operar descolado do bom humor apresentado pelo mercado americano nesta terça-feira. Ao final dos negócios, o índice recuou 0,97% aos 54.538 pontos. O giro financeiro foi de R$ 5,97 bilhões.


A petrolífera de Eike Batista viu a cotação de suas ações desabar mais de 20% após a companhia informar que terminou sem acordo as negociações com credores. A notícia aproxima ainda mais a companhia de um pedido de recuperação judicial. 

Para o analista da Futura Investimentos, Alan Oliveira, este seria o único caminho para a companhia, que sofre de uma profunda desconfiança dos investidores após uma sequência de notícias ruins.

A desvalorização das ações da companhia empurrou para baixo outras ações do grupo EBX. Ao final dos negócios, as ações da MMX caíram mais de 9%, enquanto os papéis da LLX tiveram queda superior a 3%, completando a lista de maiores baixas do índice.

Ainda no campo acionário, outro ativo que contribuiu para o mau humor do mercado brasileiro foram as ações da Petrobras, devolvendo parte da alta expressiva da sessão anterior, quando a companhia informou que irá alterar a metodologia de cálculo do reajuste nos preços dos combustíveis.

Para a sessão desta quarta-feira, Oliveira vê mais um dia de cautela para a bolsa brasileira, em função da proximidade do fim do prazo para que seja definida uma solução para a situação da OGX.

Quanto à reunião do Federal Reserve, que se encerra na tarde desta quarta-feira, o analista da Futura Investimentos acredita que o banco central americano deva manter as medidas de estímulo à economia até meados do primeiro trimestre de 2014, opinião precificada por boa parte do mercado.

Agenda Econômica

Nos Estados Unidos, em agosto, os estoques das indústrias subiram 0,3%, para US$ 1.297,8 bilhão, desempenho em linha com o projetado pelo mercado. As vendas das empresas aumentaram 0,3% no mês, para US$ 1.668 bilhão.

No mercado imobiliário, também em agosto, os preços de imóveis medidos pelo S&P/Case Shiller Home Price Indices, subiram 1,3%. No acumulado de doze meses encerrados em agosto, os valores aumentaram 12,8% em 10 cidades e 20 cidades que compõem o índice. 

Em setembro, as vendas no varejo caíram 0,1%, abaixo da expectativa de mercado, que projetava alta para 0,2%.

Ainda no mês passado, os preços ao produtor cederam 0,1% com ajustes sazonais. Sem alimentos e energia, o índice cresceu 0,1% em setembro, após estabilidade em agosto. Na base não-ajustada, os preços de bens finais aumentaram 0,3% em 12 meses encerrados em setembro, o menor avanço em um ano.

Em outubro, a confiança do consumidor, medida pelo Conference Board, caiu de 80,2 para 71,2 pontos. O índice de situação atual recuou de 73,5 para 70,7 pontos, enquanto o índice de expectativas caiu para 71,5 pontos.

Ações

Entre as maiores alta do Ibovespa ficaram Itausa PN (3,77% a R$ 9,63); Itau Unibanco PN (3,65% a R$ 34,61); Fibria ON (1,99% a R$ 28,68); PDG Realt ON (1,47% a R$ 2,07) e Bradesco PN (1,09% a R$ 32,49).

Na contramão estiveram OGX Petróleo ON (-20,69% a R$ 0,23); MMX Miner ON (-9,46% a R$ 0,67); Embraer ON (-6,46% a R$ 16,65); Tran Paulista PN (-5,14% a R$ 31,73) e BRF ON (-3,28% a R$ 51,27).

Carteira teórica

Dentre as ações com maior peso na carteira teórica (que vigora de 2 de setembro a 3 de janeiro de 2014) a Vale PNA (Vale5) perdeu 0,61% a R$ 32,45; a Petrobras (PETR4) teve queda de 0,85% a R$ 19,72; a OGX Petróleo ON caiu 20,62% a R$ 0,23; Itauunibanco PN (ITUB4) valorizou 3,47% a R$ 34,55 e Bradesco PN ganhou 0,87% a R$ 32,42.
Temas relacionados: Bolsa de Valores , BM&F Bovespa , bolsa de valores, bovespa, OGX, acordo, recuperação judicial, OGXP3 

Leia Mais sobre a Notícia nesse Link: Sem acordo, OGX afunda 20% e derruba Ibovespa | UltimoInstante : Notícias de Hoje
Para ler notícias em tempo real, acesse: http://www.ultimoinstante.com.br
Follow us: @uinstante on Twitter | UltimoInstante on Facebook


BRASIL,MOSTRA SUA CARA.

Em meio ao cerrado, na região central do Brasil, mais de dois mil homens da Marinha passaram os últimos 12 dias se preparando para uma situação de conflito armado em que a segurança do país estivesse em perigo.

Em meio ao cerrado, na região central do Brasil, mais de 2 mil homens da Marinha passaram os últimos 12 dias se preparando para uma situação de conflito armado em que a segurança do país estivesse em perigo. Na cidade de Formosa, no interior de Goiás, os fuzileiros navais simularam ataques com tanques, carros blindados, cães e tiros de metralhadora, além do uso de aeronaves e mísseis.

A operação, que terminou nesta terça-feira (29), foi a maior simulação de guerra já realizada na região central do país, segundo a Marinha. Para os fuzileiros, serviu para aprimorar as técnicas de combate, defesa, estratégia, coordenação de operações e resposta rápida a crises.
Para que a simulação pudesse ser ainda mais real, um hospital de campanha – para atender militares feridos durante a guerra – e uma tenda com militares especializados no combate a armas nucleares, químicas, radiológicas e bacteriológicas foram montados.
A "Operação Formosa 2013" não foi planejada em função de grandes eventos, como a Copa do Mundo do ano que vem e as Olimpíadas de 2016. Entretanto, o almirante da Marinha Luiz Fernando Palmer afirma que a simulação tem reflexo "indireto" na seguranças desses eventos. "O treinamento, por mais que não seja focado só nos grandes eventos, tem reflexo indireto e ajuda na formação e na preparação do fuzileiro. Ele dá condições ao fuzileiro de atuar em eventos como estes. Por isso, digo que tem, sim, um efeito indireto na segurança", afirmou.

Durante o treinamento, os fuzileiros simularam, entre outras coisas, a ocupação de um território conflituoso onde há guerra. Segundo a Marinha, este treinamento é realizado há seis anos (o local já é usado há 25) e aproximadamente 12 mil fuzileiros navais já passaram por ele desde 2008.
Os militares começaram em 1º de outubro a levar do Rio de Janeiro para Formosa todas as tropas, equipamentos, armas, munições e veículos. O retorno começa nesta quarta (30) e deve ser concluído até 2 de novembro. Eles também participaram de treinamentos com Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANTs), entre outros meios de combate terrestres e aéreos. Durante a operação, os fuzileiros utilizaram munição real.
O blindado Lagarta Anfíbio utilizado pela Marinha no treinamento em Formosa foi utilizado em pacificações de comunidades na cidade do Rio de Janeiro, como o Complexo Lins.
O tenente Stephen Ferro participou da Operação Formosa e da pacificação. "O Brasil não é um país onde há conflitos de guerra, como os simulados aqui. Mas o importante é treinarmos para caso aconteça alguma coisa, nós vamos estar preparados", disse. "A grande característica deste treinamento é trabalharmos a coordenação de operações. Se não houver uma boa coordenação, toda a operação pode ser colocada em risco", completou o tenente.

Foram utilizados armamentos individuais, aeronaves, carros de combate e veículos blindados para o transporte de tropas. Além disso, os fuzileiros passam por treinamento para o manuseio de mísseis anticarro. A Operação Anfíbia, considerada "a mais complexa" das operações militares, segundo a Marinha, é um dos treinamentos aos quais os fuzileiros são submetidos.
Os fuzileiros passam por capacitação e aperfeiçoamento da "condição de prontidão constante", utilizada na proteção do território marítimo brasileiros e na defesa de instalações navais, portuárias, arquipélagos e ilhas oceânicas. Além disso, diz a Marinha, esta preparação "assegura a capacidade de atuação em operações internacionais de paz e em operações humanitárias, em qualquer lugar do mundo", como é o caso de um grupo de fuzileiros que está atuando no Haiti.

A Marinha gastou cerca de R$ 5 milhões para organizar a simulação de guerra como treinamento para fuzileiros navais em Formosa (GO). O recurso foi utilizado para o transporte de tropas e veículos, alimentação, compra de munições, preparação da estrutura onde foi realizada a simulação, combustível, entre outros itens.

Quatro ex-servidores de SP na gestão Kassab são presos em operação contra corrupção. Onde tem PT tem corrupção.

Quatro ex-servidores de SP na gestão Kassab são presos em operação contra corrupção

Quatro ex-agentes públicos ligados à Subsecretaria da Receita da Prefeitura de São Paulo, durante a gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD), entre 2006 e 2012, foram presos na manhã desta quarta-feira (30) acusados de integrar um esquema de cobrança de propina que gerou um prejuízo de R$ 200 milhões aos cofres públicos, segundo o Ministério Público.
A operação foi realizada em conjunto entre Ministério Público Estadual e a CGM (Controladoria Geral do Município), órgão criado pelo prefeito Fernando Haddad (PT).
De acordo com a investigação, os ex-servidores são acusados dos crimes de corrupção, concussão (quando o servidor público exige dinheiro ou bem para deixar de fazer algo), lavagem e dinheiro, advocacia administrativa (utilização indevida das facilidades de cargo ou função pública) e formação de quadrilha.
Segundo o jornal "Folha de S. Paulo", que divulgou a informação com exclusividade, a fraude pode chegar a R$ 500 milhões pelo tempo de atuação do grupo na gestão municipal.
        Pousada em Visconde de Mauá (RJ) de propriedade de um dos presos durante a operação
Entre os envolvidos nas supostas cobranças indevidas, está o ex-subsecretário da Receita Municipal Ronilson Bezerra Rodrigues; o ex-diretor do Departamento de Arrecadação e Cobrança Eduardo Horle Barcelos; o ex-diretor da Divisão de Cadastro de Imóveis Carlos Augusto di Lallo Leite do Amaral, e um agente de fiscalização.
Além das prisões, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos servidores e de terceiros, assim como nas sedes das empresas acusadas de estarem ligadas ao esquema. A operação foi feita na capital paulista, em Santos (litoral de São Paulo) e também em Cataguases (MG), e mobilizou mais de 40 pessoas.

RELEMBRE O CASO AREF


De acordo com a denúncia, os acusados montaram um esquema de corrupção envolvendo os valores do ISS (Imposto Sobre Serviços) cobrados de empresários do setor imobiliário. A certidão de quitação era emitida sem que o valor do ISS fosse pago integralmente.
O documento é necessário para que uma construção obtenha o habite-se. O grupo se reunia em um escritório a 300 metros da sede da prefeitura, no centro, apelidado de "ninho".
Os quatro servidores teriam acumulado um patrimônio que, somado, chegaria a R$ 100 milhões, de acordo com a investigação, com carros luxuosos, imóveis e contas bancárias no exterior. Para despistar a fraude, os bens estão em nomes de familiares e de empresas nas quais os acusados constam como sócios.
Como exemplo, uma grande empresa empreendedora recolheu, a título de ISS, uma guia no valor de R$ 17,9 mil e, no dia seguinte, depositou R$ 630 mil na conta da empresa de titularidade de um dos auditores fiscais.
Durante a gestão Kassab, Hussain Aref Saab era diretor do Aprov (setor da prefeitura responsável por liberar construções). Reportagem da "Folha de S.Paulo", revelou um esquema comandado por Aref.

Construções de médio e grande porte eram autorizadas depois de pagamento de propina. Aref adquiriu 106 imóveis nos pouco mais de sete anos em que permaneceu no cargo. Ele é réu em ações das áreas criminal e civil.

Com renda mensal declarada de R$ 20 mil, entre rendimentos de aluguéis e salário bruto na prefeitura de R$ 9.400 (incluindo uma aposentadoria), o funcionário acumulou patrimônio superior a R$ 50 milhões.

Outro lado

Os advogados dos acusados ainda não se manifestaram sobre o assunto. Em nota, o ex-prefeito Kassab afirmou que desconhecia a investigação e que "apoia integralmente a apuração e, se comprovada qualquer irregularidade, defende a punição exemplar de todos os envolvidos".
À colunista Mônica Bergamo, da "Folha de S.Paulo", Kassab declarou que os acusados de patrocinar do esquema são "técnicos, servidores de carreira que não foram indicados por mim".
De acordo com o ex-prefeito, os secretários de Finanças tinham total autonomia para montar as equipes. "E tenho certeza que os ex-secretários, que são pessoas corretas, terão total disposição para colaborar com as investigações".



Vamos relembrar,o brasileiro esquece muito rápido,isso com a ajuda da mídia nacional que joga inverdades nas telas das TVs.

PT condenou divulgação das gravações do caso Celso Daniel, mas endossa vazamentos do Cade



Dois pesos – Comandado por um político amoral como Luiz Inácio da Silva, o PT não poderia agir de outra maneira sem estar agarrado à incoerência. O que não é privilégio da legenda que se transformou em caso de polícia. Meses após o brutal e covarde assassinato do então prefeito Celso Daniel (Santo André), o ucho.info divulgou com exclusividade as gravações do caso, que não deixam dúvidas a respeito das razões que levaram à morte do petista que era cotado para assumir o Ministério da Fazenda no primeiro governo do ex-metalúrgico.
Não demorou muito e o PT, através de advogados, passou a ameaçar o editor do site por ter divulgado as tais gravações. À época, o desespero dos “companheiros” era tamanho, que até mesmo um ex-ministro do STF entrou no circuito para reforçar as ameaças. Um papel ridículo e pequeno para quem integrou a mais alta instância da Justiça nacional.
Apesar das seguidas ameaças, inclusive de morte, e processo judiciais, o ucho.infonão recuou e manteve-se firme na missão de levar ao leitor a verdade dos fatos. As gravações das conversas telefônicas foram feitas pela polícia e a autenticidade das mesmas foi comprovada por técnicos, além de pessoas que conhecem os interlocutores das sórdidas e criminosas conversas. Por ocasião da divulgação das gravações, a investigação já estava conclusa e nada mudaria o rumo da verdade.
No caso do suposto cartel liderado pela Siemens, as investigações continuam, mas o Cade, presidido pelo petista Vinícius Duarte de Carvalho, tem vazado à imprensa seletivamente documentos que por determinação da Justiça estão sob sigilo.
Contudo, causa espécie essa dualidade comportamental do PT, que em relação ao imbróglio da Siemens não exibe o mesmo incômodo truculento que destilou por ocasião da divulgação do caso do assassinato de Celso Daniel, assunto que continua sem a necessária resposta. Situação idêntica ocorreu em relação ao Mensalão do PT, pois o partido até hoje insiste na tese de que os condenados são inocentes e que o maior escândalo de corrupção da história brasileira jamais ocorreu. No contraponto, qualquer deslize dos adversários é motivo suficiente para uma pantomima petista.
Confira abaixo os principais trechos das gravações telefônicas do caso Celso Daniel, divulgadas à época com exclusividade pelo ucho.info. Em uma delas, o atual ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, e Ivone Santana tratam a morte de Celso Daniel com frieza.

Celso Daniel: onze anos, oito mortos, nenhuma solução

Irmão do ex-prefeito de Santo André acusa Gilberto Carvalho de levar propina de Santo André para José Dirceu usar na campanha de Lula em 2002. Por Hugo Souza